• Avenida Pedro Almeida, 145 - Teresina - PI, 64052-280
  • (86) 3233-9506 | 3232-3534 | 3133-6060 | 8858-3872
  • comjornalismo@icsrita.org.br

Arquivo da Seção: Notícias

MÚSICA PARA TODOS RECEBE CARAVANA MUSILIBRAS QUE PROMOVE O ENSINO DE MÚSICA PARA PESSOAS SURDAS REALIZADA ATRAVÉS DO PROJETO RUMOS ITAÚ CULTURAL

WhatsApp Image 2019-10-07 at 14.26.30 (1)

O Música Para Todos recebeu a CARAVANA MUSILIBRAS na Sala Agostinho Pinto, na noite dessa quinta-feira, 03/10, com aulas para alunos especiais, ministradas pelo Professor que é chamado carinhosamente por Mestre Batman, natural de Recife, mas radicado em São Paulo.

O Projeto Caravana Musilibras que tem sido sucesso por onde passa, foi aprovado pelo RUMOS ITAÚ CULTURAL e promove a inclusão com um método de ensino criado pelo Mestre Batman.

WhatsApp Image 2019-10-07 at 14.26.30 (7)

Mais conhecido pela designação Ras Batman Alagbê, o pedagogo – natural de Recife (PE) – é responsável pela criação e pela disseminação de uma metodologia de ensino musical capaz de transformar a música em uma linguagem ainda mais universal.

O método MusiLibras, desenvolvido por Mestre Batman após anos de pesquisa e interesse por essa temática, reúne uma série de práticas sonoras e corporais que auxiliam pessoas surdas ou com deficiência auditiva a experimentar profundamente a musicalidade.

WhatsApp Image 2019-10-07 at 14.26.30 (5)

Seus estudos resultaram na formação do Batuqueiros do Silêncio, grupo composto de músicos surdos que tocam percussão. O conjunto segue a metodologia do músico-educador e foca as sensações que a música proporciona através do metrônomo visual – equipamento desenvolvido pelo próprio Batman e que utiliza um sequenciador eletrônico e uma combinação de lâmpadas para transmitir cores, em uma descrição visual das frases rítmicas das melodias.

WhatsApp Image 2019-10-07 at 14.26.30 (3)

A partir de experiências em diversas oficinas e festivais de sua cidade natal, Mestre Batman decidiu expandir o ensino MusiLibras e levar seus batuqueiros e sua iniciativa para outras regiões do Brasil, disseminando com maior intensidade essa importante ferramenta de comunicação e expressão. Foi assim que surgiu, em 2017, a ideia de promover a Caravana MusiLibras. A iniciativa, contemplada pelo edital 2017-2018 do Rumos Itaú Cultural, envolve ações e atividades musicopedagógicas com crianças e jovens surdos em todos os níveis de surdez, que vão poder vivenciar a construção de frases e ditados rítmicos em diversas cidades do país.

A caravana, segundo Mestre Batman, é um caminho viável para expandir a missão de realizar uma investigação musical com a comunidade surda brasileira. Na entrevista a seguir, além de compartilhar detalhes do projeto, o músico fala sobre o seu percurso e o seu trabalho.

Fonte: http://abre.ai/akVd

A metodologia MusiLibras foi desenvolvida por você há alguns anos, e diversas oficinas pedagógicas já foram realizadas em Recife e região. Como surgiu a ideia dessa iniciativa e qual é a motivação da caravana?

A minha inspiração veio através de um filme chamado O Resto É Silêncio, de Paulo Halm (2008). A produção mostra a curiosidade que a pessoa surda tem em relação às sensações que a música provoca. No passado, eu já havia realizado alguns trabalhos de inclusão com cegos e pessoas em tratamento psiquiátrico, sempre utilizando a música. A partir desse curta-metragem, percebi que eu também poderia explorar a curiosidade que alguns surdos têm em relação às impressões musicais para nós, ouvintes. Depois de viajar por muitas cidades do Brasil, decidi que era hora de amplificar essa oportunidade, levando para mais crianças e jovens surdos essa experiência musical que ultrapassa os limites do som. Foi assim que surgiu a ideia da Caravana MusiLibras e do projeto [para o] Rumos.

Como funciona, em essência, a metodologia MusiLibras?

O método é, basicamente, uma dinâmica de percepção corporal, uma espécie de alfabetização musical visual. Nas oficinas de aprendizado, iniciamos as atividades apresentando um panorama de como foi o primeiro contato dos seres humanos com as sonoridades que a natureza propicia. Em seguida, introduzimos o alfabeto MusiLibras de sinais visuais, a fim de que os participantes possam identificar as figuras de tempo musical e entender como funciona a altura das notas musicais – para, assim, criar melodias musicais. Após essa etapa, visitamos os estudos de Platão e Pitágoras, que apontam as relações entre a matemática e tudo o que está ao nosso redor, aproveitando para mostrar a junção de vários sons e sua importância para a harmonia na música. Finalizamos esse primeiro momento falando do terceiro e principal elemento que compõe a música: o ritmo. Depois disso têm início as atividades práticas de percussão corporal, seguidas por exercícios de percepção e técnica de conjunto utilizando o metrônomo visual – tecnologia assistiva na educação musical brasileira desenvolvida por mim e que facilita a compreensão de frases rítmicas construídas com lâmpadas de cores e tamanhos variados.

O grupo formado por você, Batuqueiros do Silêncio, possui grande relevância por possibilitar a inclusão de músicos surdos. Qual é a história dele e o que você teve em mente ao escolher esse nome para o conjunto?

Quando se escuta ou se lê esse nome, Batuqueiros do Silêncio, acredito que acontece uma pequena confusão na mente das pessoas, pois é um paradoxo. Foi exatamente por isso que pensei nesse nome para o grupo, que surgiu das oficinas de sensibilização musical que comecei a realizar em Recife no ano de 2009, com o nome inicial de projeto Som da Pele. Por causa dos exercícios de percussão corporal e prevendo que o grupo iria crescer com a sequência de workshops que eu pretendia realizar, escrevi um projeto para a Fundação Palmares, que havia aberto naquele ano o edital Ideias Criativas para o 20 de Novembro. Então, escolhi o título Batuqueiros do Silêncio – um Baque de Nação Promovendo a Inclusão, e assim permanecemos. É interessante dizer, além disso, que em Recife todo grupo, para ser reconhecido oficialmente, precisa batucar no Carnaval. Por isso criamos também o bloco Batuqueiros do Silêncio e, desde então, estamos nas ruas de Recife e Olinda durante o Carnaval e nos palcos de todo o país, desde os mais simples até o Maracanã – onde pudemos tocar no encerramento dos Jogos Paraolímpicos Rio 2016.

Na Caravana MusiLibras, você propõe o ensino voltado para crianças e jovens surdos ou com deficiência auditiva. Qual é a importância de promover esse ensino logo nos primeiros anos?

Nas várias oficinas e cursos de música que realizamos em diversas cidades do país, percebemos uma resistência maior por parte dos surdos adultos, que possivelmente já foram subestimados por alguns ouvintes durante a vida – fator que pode ter ocasionado um distanciamento do chamado “universo do ouvinte”. Queremos apresentar a possibilidade da prática musical vivenciada a surdos mais jovens na intenção de minimizar os impactos desse distanciamento que existe entre a comunidade surda e a comunidade ouvinte, pois, afinal, todos nascem com musicalidade. Nosso trabalho objetiva diminuir um eventual preconceito da comunidade surda em relação à música e mostrar que a prática musical pode trazer muitos benefícios para os surdos, tanto no campo cognitivo – trabalhando a memória, a atenção, a coordenação motora, a percepção – quanto no fomento à criatividade das pessoas surdas. O projeto é um dos caminhos que enxergo para externalizar toda essa potencialidade artística que ainda é pouco reconhecida.

De que forma o projeto pode contribuir para transformar a concepção de que somente os ouvintes são capazes de aprender e apreciar música?

Infelizmente muitas pessoas ainda não perceberam que as diferenças existem para nos aproximar em vez de segregar. Muitos ainda insistem em só enxergar as limitações do outro, e não suas potencialidades. Há muita gente também que não está preparada para conviver com o novo, com o desconhecido, com o que está fora do lugar-comum. Por isso, acredito que minha proposta de despertar a sonoridade surda e de fazer música com pessoas surdas pode causar certo choque, um despertar. Com a MusiLibras eu busco mostrar que todos nós nascemos com musicalidade e que o som, antes de soar, vibra. E essa vibração pode ser sentida tanto por ouvintes quanto por pessoas surdas ou com deficiência auditiva, que vivem em um universo no qual tudo é visual. A intenção é demonstrar à comunidade surda – e também à ouvinte – que a música é um idioma universal e que todos podem, e devem, se comunicar e se expressar através dela. Acredito que a Caravana MusiLibras vai deixar muitas sementes de inclusão em todas as cidades por onde passarmos. Tenho certeza de que vamos encontrar aqueles que, assim como nós, enxergam um mundo mais equilibrado e menos diferente, apesar dos inúmeros retrocessos que estamos vivendo atualmente.

Sobre o Música Para Todos – Realizado pelo Instituto Cultural Santa Rita, o Música Para Todos foi criado em Teresina (PI), em 1999, e atualmente oferece, de forma gratuita, Cursos Livres, Iniciação Musical e Prática em Orquestra, para milhares de crianças, jovens, adultos e idosos. A Instituição tem por objetivo transformar vidas através da música e da arte. Já foram beneficiados com a iniciativa mais de 40 mil alunos tanto na capital como no interior do estado, alcançando 2.007.319 presenças em salas de aulas (2005-2018).

Apoio Cultural – Em 2019, o Música Para Todos completa 20 anos e orgulha-se em receber, através da Lei de Incentivo à Cultura e Lei do SIEC (Sistema de Incentivo Estadual de Cultura – Governo do Estado do Piauí) Patrocínio do Armazém Paraíba, Pintos, Frigotil e SESI, empresas que acreditam no poder transformador da arte e da cultura.

DSC_0078

EXPOSIÇÃO ÍNDIOS E NATUREZA DE ORLANDO BONFIM É ATRAÇÃO DA 3ª FEIRA DO LIVRO INFANTIL DO MÚSICA PARA TODOS

ORLANDO BONFIM (4)

No sábado, dia 05/10, às 8h terá início a semana da criança no Música Para Todos com uma programação variada e inteiramente gratuita: apresentações musicais, bate-papo literário, contação de estórias, cinema, festival de talentos e muito mais são eventos que irão acontecer no decorrer do mês de outubro na sede da instituição envolvendo as 12 escolas públicas parceiras do Música Para Todos.

ORLANDO BONFIM (1)

O Música Para Todos também receberá a Exposição Índios e Natureza do artista plástico Orlando Bonfim que trouxe uma temática atual e encantadora para as crianças, adolescentes e o público em geral que vierem aproveitar a 3ª Feira do Livro Infantil do Música Para Todos que acontecerá de 05 a 11 de Outubro.

A Exposição Índios e Natureza ficará na Galeria do Música Para Todos até o dia 09 de novembro e também marcará a passagem do Dia Nacional da Cultura Brasileira. O artista Orlando Bonfim declarou que “A inspiração desse novo trabalho é, de certa forma, muito natural pra mim e vêm num momento importante para o Brasil. Amo a natureza e o Índio é a força, a personificação e a natureza divina da forma mais pura que já pude encontrar no ser humano. Mas claro que nessa realidade também retratei o índio, que já está fora dessa concepção ideal, e já assumiu a era digital, e esse é o mais belo e triste contraste do homem que vence ou é vencido por sua própria natureza. Estou feliz de poder trazer essa temática para nossas crianças!”

ORLANDO BONFIM (3)

Artista plástico Orlando Bonfim, natural de Teresina – Piaui. Começou a pintar ainda criança e já adulto usou a arte como terapia e hoje busca sempre o aperfeiçoamento do seu trabalho como artista plástico.

Tendo muitas influências de artistas de renome, suas telas são de um colorido muito especial, com estilos misto, técnicas e temáticas variadas.

A arte é literalmente parte intrínseca da sua vida, suas produções são feitas em um atelier, em sua residência.

ORLANDO BONFIM (5)

Sobre o Música Para Todos – Realizado pelo Instituto Cultural Santa Rita, o Música Para Todos foi criado em Teresina (PI), em 1999, e atualmente oferece, de forma gratuita, Cursos Livres, Iniciação Musical e Prática em Orquestra, para milhares de crianças, jovens, adultos e idosos. A Instituição tem por objetivo transformar vidas através da música e da arte. Já foram beneficiados com a iniciativa mais de 40 mil alunos tanto na capital como no interior do estado, alcançando 2.007.319 presenças em salas de aulas (2005-2018).

Apoio Cultural – Em 2019, o Música Para Todos completa 20 anos e orgulha-se em receber, através da Lei de Incentivo à Cultura e Lei do SIEC (Sistema de Incentivo Estadual de Cultura – Governo do Estado do Piauí) Patrocínio do Armazém Paraíba, Pintos, Frigotil e SESI, empresas que acreditam no poder transformador da arte e da cultura.

3º FEIRA DO LIVRO INFANTIL E 1º FESTIVAL DE TALENTOS KID’S DO MÚSICA PARA TODOS COMEMORAM O MÊS DA CRIANÇA

post 01

De 07 a 11 de outubro acontecerá a 3ª FEIRA DO LIVRO INFANTIL DO MÚSICA PARA TODOS, que foi organizada pensando na importância do papel da leitura no processo de desenvolvimento da criança como um todo, especialmente em época de internet.

Queremos trazer as crianças a ludicidade e o encantamento de ter um livro. O incentivo à leitura na infância pretende despertar o senso crítico nas crianças, enriquecer o vocabulário, dinamizar o raciocínio e favorecer o desenvolvimento da capacidade de escrita. A criança que tem contato com a literatura desde cedo desenvolve melhor as habilidades intelectuais e de comunicação. Além disso a leitura amplia o conhecimento e incentiva o posicionamento crítico diante dos fatos.

O MÊS DA CRIANÇA é um período mágico e por isso também estaremos realizando o 1º FESTIVAL DE TALENTOS KIDS DO MÚSICA PARA TODOS contando com a participação das 12 Escolas Parceiras de nossa instituição e de toda a comunidade, para embarcarmos nessa aventura, onde vamos contemplar crianças de até 12 anos!

O 1º FESTIVAL DE TALENTOS KIDS DO MÚSICA PARA TODOS, contará com eliminatórias em todas as escolas parceiras e uma Audição dia 11/10 (sexta-feira), ás 18h na sede do Música Para Todos, envolvendo alunos de canto e flauta, representantes das escolas, com idade até 12 anos e terá sua Grande Final no Teresina Shopping, dia 26/10, às 17h.

A participação de todos é fundamental para o sucesso de nossos eventos, lembrando que uma das razões do nosso trabalho é estimular o sonho de nossas crianças e, se possível, sonhar com elas! Por isso o Música Para Todos abre suas portas para todos que quiserem participar da nossa programação!

 

3ª FEIRA DO LIVRO INFANTIL E QUADRINHOS DO MÚSICA PARA TODOS

PROGRAMAÇÃO DE 05 A 11 DE OUTUBRO

DIA 05/10 – SÁBADOAbertura da 3ª Feira do Livro e Quadrinhos do Música Para Todos

GALERIA DO MÚSICA PARA TODOS

8h – Abertura da Exposição de “Orlando Bonfim” – Índios e Natureza

8:30h – Contação de Estórias com Fernanda Paz

SITE 01

SALA AGOSTINHO PINTO

9:00h – *Recital dos Grupos de Flautas e de Canto das Escolas Parceiras*

(Coordenação: Profº Junio Francisco)

10:30h – Bate Papo Literário: Cauã Gomes

DIA 07/10 – SEGUNDA

SALA AGOSTINHO PINTO

18:45h – Recital Orquestra de Flautas do Música Para Todos.

(Coordenação Profº Sílvio Rosário)

 SITE 02

DIA 08/10 – TERÇA

9:00h – Coral Infanto – Juvenil do Música Para Todos

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL DO CORAL DA APAE

(Coordenação Profº Jr. Francisco)

 SITE 4

DIA 09/10- QUARTA

14h – Cinema no Música Para Todos

 

DIA 10/10 – QUINTA

SALA AGOSTINHO PINTO

14H – CINESESC

 

TERESINA SHOPPING

18:30h – Apresentação Especial no Teresina Shopping: Orquestra de Flautas do Música Para Todos.

(Coordenação Prof. Sílvio Rosário)

2018.10.11 - ORQUESTRA DE FLAUTAS NO TERESINA SHOPPING (26)

DIA 11/10– SEXTA

SALA AGOSTINHO PINTO

18:00h – Audição na Sede para a escolha dos representantes das Escolas Parceiras para o 1º Festival de Talentos Kid’s do Música Para Todos.

(Coordenação: Profº. Júnio Francisco, Profº Moisés, Profª Maria da Consolação, Profº José Ronaldo, Monitores: Jéssica Gomes, Bianca Barbosa, Mateus Antônio, Érika Kaylane)

 

DEPUTADA REJANE DIAS REALIZA SONHO DE INTERCÂMBIO PARA ALUNOS DO MÚSICA PARA TODOS!

 

2019.09.13 - VISITA DA DEPUTADA FEDERAL REJANE DIAS (32)

Foi muito importante para o Música Para Todos as visitas da Deputada Federal Rejane Dias e de sua filha Daniele Dias, na noite de ontem, 13/09/2019. Ela veio à escola conhecer os alunos que irão viajar para um intercâmbio  em Portugal.

A emenda parlamentar que a Dep. Rejane Dias destinou ao Música Para Todos, possibilitou que o sonho desses alunos se tornasse realidade no início de 2020, quando os Grupos Eu & Ellas e Camerata Flauta Para Todos, coordenados pelo Profº Sílvio Rosário, embarcarão Para Portugal!

2019.09.13 - VISITA DA DEPUTADA FEDERAL REJANE DIAS (13)

paulinha

O Sr. Luís Sá, Coordenador Geral do Música Para Todos, agradeceu a Dep. Rejane Dias e falou da importância de sua presença para a Instituição. A bela apresentação do Grupos Eu & Ellas e Camerata Flauta Para Todos, coordenados pelo Prof. Sílvio Rosário, e do Grupo Monte Verde Para Todos, coordenado pela Professora Maria da Consolação, encerraram o evento.

2019.09.13 - VISITA DA DEPUTADA FEDERAL REJANE DIAS (37)

Nas redes sociais, a Deputada Rejane Dias escreveu: “A minha noite de sexta-feira e da Dani foi muito agradável! Levei-a ao projeto Música para Todos para ver e ouvir o talento de meninas e meninos atendidos pela Instituição. Mais de 40 mil jovens impactados em 20 anos de projeto. E ontem tivemos o prazer de ver a Camerata do projeto que deve fazer um intercâmbio musical, além de apresentações, em Portugal! Fico feliz em contribuir e alimentar a existência do projeto e dos sonhos desses meninos que vão longe música!!”.

2019.09.13 - VISITA DA DEPUTADA FEDERAL REJANE DIAS (48)

Sobre o Música Para Todos – Realizado pelo Instituto Cultural Santa Rita, o Música Para Todos foi criado em Teresina (PI), em 1999, e atualmente oferece, de forma gratuita, Cursos Livres, Iniciação Musical e Prática em Orquestra, para milhares de crianças, jovens, adultos e idosos. A Instituição tem por objetivo transformar vidas através da música e da arte. Já foram beneficiados com a iniciativa mais de 40 mil alunos tanto na capital como no interior do estado, alcançando 2.007.319 presenças em salas de aulas (2005-2018).

Apoio Cultural – Em 2019, o Música Para Todos completa 20 anos e orgulha-se em receber, através da Lei de Incentivo à Cultura e Lei do SIEC (Sistema de Incentivo Estadual de Cultura – Governo do Estado do Piauí) Patrocínio do Armazém Paraíba, Pintos, Frigotil e SESI, empresas que acreditam no poder transformador da arte e da cultura.

SÃO RAIMUNDO NONATO CELEBRARÁ 50 ANOS DA CHEGADA DE NIÉDE GUIDON E RECEBERÁ APRESENTAÇÕES DO MÚSICA PARA TODOS!

No último sábado (14/09), o Música Para Todos recebeu a visita da Srª. Socorro Macêdo, empresária e Produtora Cultural de São Raimundo Nonato, e do renomado fotógrafo e jornalista André Pessoa.

01

02

André Pessoa é pernambucano e chegou ao Piauí em 1993, recebeu o título de Cidadão Piauiense, proposto pela Deputada Margareth Coêlho, em 2013, em reconhecimento ao seu valoroso trabalho.

03

04

O fotojornalista pôs o Piauí nos jornais e revistas do mundo e em parceria com o Grupo Meio Norte de Comunicação, fez inúmeras campanhas ambientais em prol da natureza do Piauí. Nos últimos anos consolidou seu trabalho no exterior, fazendo exposições e trabalhos de produção para emissoras da Europa e da Ásia.

05

André Pessoa e D. Socorro Macedo vieram convidar o Música Para Todos para se fazer presente em um evento muito importante que acontecerá no Anfiteatro da Pedra Furada. “Em 2020, teremos uma data simbólica que comemorará os 50 anos da chegada da arqueóloga, pesquisadora paulista, Niède Guidon, ao Piauí. Será dia 05 de junho, dia do aniversário do Parque Nacional da Serra da Capivara e Dia Mundial do Meio Ambiente, e aproveitaremos essa data para celebrar esse meio século da chegada da Drª Niéde ao Piauí!”, declarou André Pessoa em entrevista para o Programa Música Para Todos na TV!

06

Sobre o Música Para Todos – Realizado pelo Instituto Cultural Santa Rita, o Música Para Todos foi criado em Teresina (PI), em 1999, e atualmente oferece, de forma gratuita, Cursos Livres, Iniciação Musical e Prática em Orquestra, para milhares de crianças, jovens, adultos e idosos. A Instituição tem por objetivo transformar vidas através da música e da arte. Já foram beneficiados com a iniciativa mais de 40 mil alunos tanto na capital como no interior do estado, alcançando 2.007.319 presenças em salas de aulas (2005-2018).

Apoio Cultural – Em 2019, o Música Para Todos completa 20 anos e orgulha-se em receber, através da Lei de Incentivo à Cultura e Lei do SIEC (Sistema de Incentivo Estadual de Cultura – Governo do Estado do Piauí) Patrocínio do Armazém Paraíba, Pintos, Frigotil e SESI, empresas que acreditam no poder transformador da arte e da cultura.

(mais…)

IV SEMANA DA COMUNICAÇÃO AESPI-FAPI RECEBE O GRUPO GONZAGA’S PARA TODOS

Na última segunda, dia 02/09, aconteceu a IV Semana da Comunicação AESPI-FAPI, com a apresentação do Grupo Gonzaga’s Para Todos, Coordenados Pela Profª. Sandra Cardoso.

01

 A IV Semana da Comunicação da AESPI-FAPI, uniu os Cursos de Publicidade e Propaganda e esse ano trouxe o tema “Publicidade 4.0”! A Coordenadora do Curso de Comunicação, Profª Rosa Edite Rocha, declarou que a semana traz diversas palestras e que a cada ano o evento se fortalece.

02

A apresentação do Grupo Gonzaga’s Para Todos foi bastante elogiada, a Profª. Edite Rocha, agradeceu ao Música Para Todos e lembrou a importância desse projeto piauiense que, este ano, comemora 20 anos!

03

Sobre o Música Para Todos – Realizado pelo Instituto Cultural Santa Rita, o Música Para Todos foi criado em Teresina (PI), em 1999, e atualmente oferece, de forma gratuita, Cursos Livres, Iniciação Musical e Prática em Orquestra, para milhares de crianças, jovens, adultos e idosos. A Instituição tem por objetivo transformar vidas através da música e da arte. Já foram beneficiados com a iniciativa mais de 40 mil alunos tanto na capital como no interior do estado, alcançando 2.007.319 presenças em salas de aulas (2005-2018).

Apoio Cultural – Em 2019, o Música Para Todos completa 20 anos e orgulha-se em receber, através da Lei de Incentivo à Cultura e Lei do SIEC (Sistema de Incentivo Estadual de Cultura – Governo do Estado do Piauí) Patrocínio do Armazém Paraíba, Pintos, Frigotil e SESI, empresas que acreditam no poder transformador da arte e da cultura.