• Avenida Pedro Almeida, 145 - Teresina - PI, 64052-280
  • (86) 3233-9506 | 3232-3534 | 3133-6060 | 8858-3872
  • comjornalismo@icsrita.org.br
Em Notícias

Projeto Música Para Todo se apresenta para organizações do terceiro setor

 

170 pessoas das mais variadas partes do estado se reuniram ontem para receberem um treinamento a respeito do planejamento e formulação de projetos sociais que participarão de seletivas nacionais. Engenheiros, professores, pessoas simples e pós-graduadas que participam do terceiro setor no Piauí, através de ong’s ou organizações sem fins lucrativos, receberam dicas, de profissionais da Petrobrás, para fugirem do fantasma da desclassificação e aumentarem suas chances de serem contemplados com grandes parcerias.
O Piauí entrou definitivamente na lista dos estados com organizações sociais, eventos e fundações, que recebem patrocínio e apoio de empresas e entidades nacionais. Somente no primeiro semestre desse ano, três projetos já foram selecionados pela empresa Oi, o grupo Harém de teatro e o Projeto Música Para Todos, de Teresina, e o grupo “Acordais” de São Raimundo Nonato, ambos irão receber incentivos para continuarem realizando suas ações, porém o número só não é maior devido o despreparo das organizações para se adequar a uma concorrência em nível nacional.
Segundo Marcello Brandão, um dos ministrantes do curso, somente nas seleções realizadas pela Petrobrás Desenvolvimento e Cidadania no ano passado, mais de um terço dos projetos foram eliminados somente na primeira fase da seleção, “São mais de 2.000 projetos, de um total de 6.000 de todo o país, que não seguiram ir adiante por conta de erros simples, como documentação incompleta, formulários preenchidos inadequadamente, e a dificuldade de descrever a idéia no papel”, diz o técnico da Petrobrás, que trabalha como gestor dos projetos selecionados. “Esses erros acabam por comprometer idéias muito boas que teriam grandes chances de ajudar a mudar a realidade de crianças, jovens e trabalhadores do nosso país”. Para o ano de 2010, a Petrobrás planeja investir mais de R$110 milhões de reais em projetos realizados por organizações sem fins lucrativos, sejam de natureza pública, ou privada.
O coordenador do Projeto Música Para Todos, Luís Carlos de Sá Filho, foi convidado a dar seu depoimento a respeito da experiência de 11 anos do projeto em busca de parcerias, “ Nós nos inscrevemos quatro vezes no programa da Petrobrás, e o máximo que tínhamos chegado perto foi uma carta dizendo que o projeto era maravilhoso mais não tinha sido contemplado, mas persistimos, corrigimos nossos erros, e hoje, além da Petrobrás, temos grandes parceiros de renome nacional, como o Instituto Votorantim e a Oi”.
O grupo renascença para Todos, formado por cinco crianças do projeto Música Para Todos, se apresentou no mini curso dado pela Petrobrás Desenvolvimento e Cidadania. Segundo Marcos Rufino, um dos organizadores do evento, as caravanas sociais têm por objetivo tornar mais justa a seleção de projetos e facilitar o acesso de entidades sociais, não importa o tamanho e a experiência a uma parceria com a Petrobrás, “estamos percorrendo o Brasil, formando e capacitando pessoas que participam do terceiro setor para se tornarem mais aptos a vencerem esse desafio que é conseguir o apoio de uma grande empresa nacional” explica Marcos.