• Avenida Pedro Almeida, 145 - Teresina - PI, 64052-280
  • (86) 3233-9506 | 3232-3534 | 3133-6060 | 8858-3872
  • comjornalismo@icsrita.org.br
Em Notícias

"É preciso acreditar", diz Amilson Godoy

O maestro e arranjador Amilson Godoy esteve em Teresina durante o último final de semana a convite do Projeto Música Todos para apresentações e palestras para alunos do Projeto. Durante um bapo-papo sobre como conseguir patrocínios culturais,  o músico foi taxativo. “É preciso acreditar”, disse ele.

Amilson Godoy é uma referência no Brasil quando o assunto é música erudita. Coordenador da Escola de Música da Fundação das Artes de São Caetano do Sul, possui um histórico de intensa participação na música popular brasileira, tendo feito gravações com Elis Regina, Ray Conniff, Dizzy Gillespe, Sadao Watanabe e Shirlley Bassey. Além disso, conquistou o prêmio de melhor arranjador do 26º Festival Internacional da Canção de Viña Del Mar, no Chile.

Ele esclareceu que, mesmo com todo o respaldo que tem, foi preciso “ir à luta”, para conquistar patrocínios para seus projetos. “As leis de incentivo são um mecanismo que permite que os músicos caminhem com as próprias pernas, possibilitando uma profissionalização. O movimento para essa conquista começou ainda nos anos 80”, conta o maestro.

Segundo o maestro, é possível sobreviver de música, mas para isso, é necessário ter perseverança. “Ao buscar um patrocínio é preciso falar de si, do seu trabalho e sobre como aquela proposta vai ajudar a empresa que você está procurando”, esclareceu.

Os projetos com atuação social, a exemplo do “Música para Todos”, estão mudando o país na opinião do maestro. “As empresas buscam isso. Sua proposta pode se tornar uma vitrine para o possível patrocinador. Você ajuda seu projeto e a empresa patrocinadora com o trabalho musical e todos podem sair ganhando”, afirmou.

O pianista parabenizou o Piauí pela referência que está se tornando em formação musical para o mercado de trabalho. “Vocês devem ter orgulho disso, pois já possuem muito o que mostrar”, elogiou o maestro, fazendo referência ao Projeto Música para Todos.