• Avenida Pedro Almeida, 145 - Teresina - PI, 64052-280
  • (86) 3233-9506 | 3232-3534 | 3133-6060 | 8858-3872
  • comjornalismo@icsrita.org.br
Em Notícias

Henilton Menezes esclarece pontos da Lei Rouanet no Música Para Todos

O secretário Nacional de Fomento e Incentivo à Cultura do Minstério da Cultura discutiu na noite de ontem (15) na sede do Projeto Música Para Todos pontos e aspectos importantes das leis de incentivo cultural, sobretudo da lei Rouanet e suas principais mudanças.
A palestra do secretário Henilton Menezes teve como principal obejtivo dialogar com produtores e agentes culturais buscando melhor qualidade da aplicação de recursos e proporcionar aos participantes esclarecimentos a cerca da importância das leis que incentivam a produção artistica-cultural brasileira.
Henilton Menezes é produtor cultural e consultor para elaboração de projetos. Foi gerente da área de cultura do Banco do Nordeste, sendo responsável pela criação e desenvolvimento do Programa BNB de Cultura, edital de patrocínios culturais e pela instalação da rede de centros culturais da estatal. É secretário de Fomento e Incentivo à Cultura desde o início de 2010, e no início de sua gestão trouxe como missão modernizar a estrutura da Secretaria e aprovar a nova Lei Rouanet pelo Congresso Nacional, e tem viajado pelo país a fim de discutir a mudanças necessárias nesta lei.
O secretário declarou que as mudanças são necessárias devido à difernça de cenários culturais entre o começo da lei o atual. “A lei foi sancionada em 1991 e implantada em 1992, e já se passaram 20 anos e por todo esse tempo há uma grande necessidade de atualizações já que o cenário cultural é completamente diferente do que existia quando a lei iniciou” pontuou Henilton.
“A nova legislação é resultado de um diálogo intenso com proponentes, de vê-los como parceiros e ouvir atentamente suas demandas e sugestões. E isso permitirá que o Ministério esteja mais próximo da relização de projetos” completou o secretário.
Estiveram presentes na palestra grandes nomes da cultura piauiense tais como a diretora do Museu do Piauí Dora Parente Medeiros, o Presidente da FCMC Marcelo Leonardo Simplicio, o Auditor Fiscal da Receita Federal José Valter, o Diretor do Curso Técnico em Instrumento Musical do Instituto Cultural Santa Rita Maestro Amilson Godoy, Aci Campelo fundador da Escola Técnica de Artes Cênicas Gomes Campos, a cantora e compositora Fátima Castelo Branco, o Maestro e Professor Marinho Boffa, dentre outros nome da Cultura Piauiense.