• Avenida Pedro Almeida, 145 - Teresina - PI, 64052-280
  • (86) 3233-9506 | 3232-3534 | 3133-6060 | 8858-3872
  • comjornalismo@icsrita.org.br
Em Notícias

Grupo Bem Ti Vi Atrevido faz estréia no Projeto Música Para Todos

O chorinho entrou no tom na noite desta quarta feira (16) no Projeto Música Para Todos, isso porque o grupo de choro Bem Ti Vi Atrevido fez sua estréia no recital promovido pela instituição.

A primeira formação do grupo surgiu em 2007 com cinco alunos do curso técnico de música do Instituto Federal do Piauí – IFPI e teve a duração de um ano, contava com sax tenor, trompete, baixo elétrico, violão e bateria. Em 2011 o grupo foi reativado por um dos integrantes, Jailson Menezes que resolveu fazer uma nova formação: clarineta, violão de seis cordas, violão de sete cordas, cavaquinho e pandeiro, porém conservando a proposta inicial que é de executar músicas brasileiras com foco no choro.

O atual grupo é composto por Jailson Menezes, Daniel Santiago, Joelson Anselmo e Luiz Paulo Barão. Jailson e Joelson são instrutores do Projeto Música Para Todos e Paulo Barão é aluno do curso percussão.  Para eles está sendo um desafio ficar à frente do Bem Ti Vi Atrevido visto que um dos objetivos do grupo é levar ao público piauiense o conhecimento de um dos ritmos musicais genuinamente brasileiro pelo fato de que no estado há uma carência de grupos que tocam esse estilo musical. Eles pretendem também, fazer um pequeno estudo sobre a história do choro. “No decorrer dos ensaios a gente percebe a qualidade, a beleza e a diversidade do ritmo do choro. Muita gente quer estudar jazz, blues que não é particularmente um ritmo nosso. Posso dizer que o choro é um desafio tão grande quanto. Toco pandeiro, percussão e tenho realmente que estudar para poder ter envolvimento com o grupo”, destaca Barão. 

E para o recital da noite o grupo apresentou o melhor do choro brasileiro com os clássicos: Vou Vivendo, de Pixinguinha e Benedito Lacerda; Tico Tico no Fubá, de Zequinha Abreu; Flor Amorosa, Joaquim Antônio da S. Callado e Catullo da Paixão Cearense; Tutuca, de Alberto Soares e Carioquinha de Waldir Azevedo.

De acordo com os integrantes do Bem Ti Vi Atrevido fazer a estréia no Projeto Música Para Todos é uma honra já que os recitais da instituição vêm ganhando destaque. “O grupo só tem à agradecer a instituição pelo apoio na estréia, pois os recitais promovidos pela Instituição vêm a cada dia ganhando valor e quem se apresenta vem investindo em qualidade”, destacam.