• Avenida Pedro Almeida, 145 - Teresina - PI, 64052-280
  • (86) 3233-9506 | 3232-3534 | 3133-6060 | 8858-3872
  • comjornalismo@icsrita.org.br
Em Notícias

Especialista em métodos musicais visita Projeto Música Para Todos

A Editora Som, segmentada ao mercado musical, publica as revistas MusicAll (que fala de música, cultura e lazer) e No Tom (direcionada ao educador e administrador musical). Tem à sua frente a professora e especialista há mais de 20 anos em ensino e métodos de educação musical, Valéria Giesbrecht Forte. Em recente passagem por Teresina, Valéria contou sobre sua vivência musical, sua experiência como consultora e também falou da contribuição do Projeto Música Para Todos como entidade arte-educadora no estado do Piauí.

Aproveitando sua experiência como professora de música e conhecimentos sobre gestão, Valéria começou a repassar às escolas de música, faculdades e conservatórios, noções de administração/gestão e novidades no campo da educação. Foi assim que nasceu, há dez anos, inicialmente sob a forma de folheto, a revista No Tom.

“A maioria dos estabelecimentos de ensino musical é dirigida por ex-músicos, que sem experiência nenhuma na parte de administração, acabam tendo a boa vontade de abrir seus estabelecimentos e não conseguem prosseguir porque lhes faltam experiência na área administrativa, falta visão de markerting, falta o como lidar com todos os problemas recorrentes de uma empresa. Foi esse nicho de mercado que a Editora Som explorou e pudemos atuar também em outras demandas que foram surgindo”, afirma Valéria.

O informativo No Tom foi muito bem aceito no meio musical e como forma de dar prosseguimento a este trabalho de disseminação de informações, Valéria passou a realizar, a partir de outubro de 2005, o Encontro Nacional das Escolas de Música. A iniciativa, que começou com a participação de vinte interessados, deve contar este ano com um público expressivo, de aproximadamente 800 pessoas. E para dar um apoio maior às escolas musicais, Valéria criou a CAEM: Central de Apoio às Escolas de Música. A instituição presta consultoria e também realiza pesquisas sobre o mercado de educação musical.

Para Valéria, apesar de o Governo Federal ter promulgado em 2008 a lei 11.769, que determina que a música seja ministrada nas escolas de ensino fundamental e médio dentro da cadeira de Artes, ainda está longe da música ser inserida, de fato, no âmbito escolar brasileiro. Algumas escolas particulares até oferecem, como diferencial, música para seus alunos, mas a rede pública de ensino ainda não está preparada para oferecer esse tipo de ensinamento e ainda não há um caminho estabelecido para que isso seja empreendido.

Com relação ao mercado, Valéria garante que a realidade que muitas pessoas atribuem ao músico, como aquela pessoa que canta na noite ou que é professor de piano, teclado ou outro instrumento musical e para sobreviver desenvolve outra atividade remunerada, não é regra. “Todos os bons profissionais na sua carreira têm condições de sobreviver dignamente e com a música não é diferente. Se for feito um bom trabalho, de qualidade, não tem como o músico não poder viver dessa arte”.

Sobre o Projeto Música Para Todos, Valéria disse que por onde anda e sempre que tem oportunidade, fala dessa importante iniciativa piauiense. “O Projeto Música Para Todos é uma referência, sempre, porque ele traz uma maneira nova de divulgar e ensinar música, traz uma nova expectativa de vida em todos os sentidos: para os jovens, que podem despertar para uma profissão; para os adultos que podem ter uma opção de lazer e para a terceira idade traz uma complementação de atividade. A contribuição do projeto é muito grande e transcende o estado do Piauí”, finaliza.