• Avenida Pedro Almeida, 145 - Teresina - PI, 64052-280
  • (86) 3233-9506 | 3232-3534 | 3133-6060 | 8858-3872
  • comjornalismo@icsrita.org.br
Em Notícias

Dorival Caymmi é homenageado no próximo Recital do Projeto Música Para Todos

O consagrado compositor e intérprete da Música Popular Brasileira, Dorival Caymmi é o homenageado do Projeto Música Para todos, na próxima terça-feira, 02 de junho, às 18h45min, na Sala Agostinho Pinto.

A obra musical do artista será interpretada pela aluna de violão clássico do Projeto, Flávia Freitas, de 22 anos, que atualmente canta na noite, acompanhada do Grupo de Choro e Trio Acústico, com um repertório voltado para a Música Brasileira, Chorinho, Bossa Nova, Samba, MPB.

Na apresentação do Recital, Flávia estará acompanhada da banda formada por de dez músicos do Música Para Todos. São eles: Janystony Mello: Flauta transversal; Fernando Muniz: Violão; Rafael Fontenele: Teclado; Francisco Santos: Clarineta e flauta transversal; Gilson: Percussão; Francisco Feijão: 7 Cordas; Zety: Bateria;  Marcel Regis: Cavaquinho e Bandolin e Mauro Messina no contra-baixo.

O Instituto Votorantim é um dos apoiadores desta iniciativa que em 2015 completa 16 anos de atuação no estado do Piauí.

A Intérprete 

Flávia iniciou sua carreira aos 14 anos de idade no coral da escola onde estudava, em 2009 ingressou no Projeto Música Para Todos, para fazer o curso de violão popular, começou também na Escola de Música de Teresina cursando técnica vocal durante 2 anos, possuí o curso Técnico em Música pelo IFPI, em 2014 e 2015 participou do Festival de música de Brasília, onde teve a oportunidade de cantar com Sivuquinha de Brasília.

Dorival Caymmi

Dorival Caymmi nasceu em Salvador-Ba, em 1914. Foi um cantor, compositor, violonista, pintor e ator brasileiro.

Compôs inspirado pelos hábitos, costumes e as tradições do povo baiano, tendo como forte influência a música negra, desenvolveu um estilo pessoal de compor e cantar, demonstrando espontaneidade nos versos, sensualidade e riqueza melódica.

Morreu em 16 de agosto de 2008, aos 94 anos, em casa, às seis horas da manhã, por conta de insuficiência renal e falência múltipla dos órgãos em consequência de um câncer renal que possuía havia 9 anos, permanecia em internação domiciliar desde dezembro de 2007.

Poeta popular, compôs obras como Saudade da Bahia, Samba da minha Terra, Doralice, Marina, Modinha para Gabriela, Maracangalha, Saudade de Itapuã, O Dengo que a Nega Tem, Rosa Morena.