• Avenida Pedro Almeida, 145 - Teresina - PI, 64052-280
  • (86) 3233-9506 | 3232-3534 | 3133-6060 | 8858-3872
  • comjornalismo@icsrita.org.br
Em Notícias

Ato “Mulheres e Mais” discute hoje (09) sobre igualdade de gêneros

As comemorações ao Dia Internacional da Mulher, festejado no último dia 08 de março, não irão se restringir a esta data, no Projeto Música Para Todos. Além da exposição “Luz da Beleza”, de Cândido Neto, aberta na última quinta-feira (05), a instituição apresenta o ato “Mulheres e Mais: empoderamento e cidadania”, que será realizado nesta segunda-feira (09), abordando diversas questões que fortaleçam as lutas feministas por direitos iguais.

Mesmo com conquistas e avanços ainda se faz necessário romper algumas barreiras impostas às mulheres que seguem firmes na luta contra o preconceito, contra violência, por melhores salários e condições de trabalho, igualdade de gêneros, dentre outras pautas que ainda persistem em estar longe de muitas mulheres.

A militante do Batuque Feminista, a jornalista Sarah Fontenelle (foto abaixo), participa do ato dando sua contribuição e reforça que o tema escolhido desencadeia uma série de discussões. Não se limitando “apenas a capacidade individual de cada mulher de romper o machismo de todo dia, mas também as condições estruturais de uma sociedade capitalista que se firma com o patriarcado”.

“Empoderar é pensar que até hoje a condição feminina serve para grandes empresários pagarem menos as mulheres e menos ai das às mulheres negras e da periferia. É lembrar que enquanto ganhamos menos que os homens ainda recai sobre nossos ombros os trabalhos ao redor da casa, de cuidado, de educação e etc. É lembrar que ainda hoje a questão da violência contra a mulher é silenciada, e q ainda somos violentadas dentro de casa. Lembrar que a violência também é institucional, porque o próprio Estado age como ato violento contra nós, sobretudo, quando nega condições de segurança. Enfim, ainda há uma diversidade de precariedades no acesso aos nossos direitos e na elevação de um patamar de igualdade”, frisa Sarah Fontenelle.

O debate, que será iniciado às 18h, terá ainda a participação da delegada Vilma Alves, da professora e pesquisadora Dulce Silva, dentre outras mulheres que irão discutir sobre diversas questões ligadas a seus direitos e busca pela igualdade de gêneros.

Sarah Fontenelle é jornalista e relações públicas, militante do Batuque Feminista