• Avenida Pedro Almeida, 145 - Teresina - PI, 64052-280
  • (86) 3233-9506 | 3232-3534 | 3133-6060 | 8858-3872
  • comjornalismo@icsrita.org.br
Em Notícias

Antônio Ermírio de Moraes é lembrado com missa no Música Para Todos

Missa tem início a partir das 19h desta terça-feira (23), na Sala Agostinho Pinto, sede do Música Para Todos

A direção do Instituto Cultural Santa Rita convida para missa de um mês de falecimento do grande mecenas Antonio Ermírio de Moraes, ás 19h desta terça-feira (23) no auditório Agostinho Pinto, localizado na sede do Projeto Música para Todos.

Antônio Ermírio de Moraes nasceu em São Paulo, no dia 4 de junho de 1928 e faleceu na mesma cidade em 24 de agosto deste ano. Foi um grande empresário, engenheiro e industrial brasileiro, presidente e membro do conselho de administração do Grupo Votorantim, da qual o Instituto Votorantim está inserido e é patrocinador do Projeto Música Para Todos desde julho de 2006.

Ao sair de cena, o empresário deixou um legado de perseverança e muito trabalho, que vai acompanhar os empreendedores brasileiros para a eternidade.  Antônio Ermírio seguiu os passos de seu pai, José Ermírio, que fundou a empresa em 1918, na cidade de Votorantim, no interior de São Paulo. Assim que completou 18 anos, foi morar nos Estados Unidos, onde se formou engenheiro pela Colorado School of Mines, mesma faculdade cursada pelo pai.

Foi em solo americano que ele conheceu Maria Regina da Costa, sua única esposa, com quem teve nove filhos: cinco homens (Antônio, Carlos, Mário Luís e Rubens) e quatro mulheres (Rosa Helena, Vera Regina, Maria Lúcia e Maria Regina).

Logo depois do casamento, em 1953, o empresário deu início ao seu principal projeto, que o colocaria para sempre entre os maiores empreendedores brasileiros. Dois anos depois, inaugurou a CBA, que sempre foi sua menina dos olhos. Em 2007, ela recebeu o prêmio de Empresa do Ano de As Melhores da Dinheiro, das mãos do diretor e editor responsável, Domingo Alzugaray.

Mesmo depois de entrar para a lista dos homens mais ricos do mundo, em 1987, manteve o jeito simples de ser. Orgulhava-se de nunca ter andado com seguranças, mesmo quando passeava pelo centro da capital paulista, um dos seus passatempos, indefectivelmente vestido em ternos antigos, quase sempre amarrotados. Seu último desejo, dizia, era morrer trabalhando.

Atacado pela hidrocefalia e pela doença de Alzheimer, sua saúde não permitiu a realização desse sonho, obrigando-o a afastar-se dos negócios do grupo

Em 2009, já debilitado, renunciou à presidência da Beneficência Portuguesa, que exercia desde 1971. Pouco depois, deixou de bater cartão na sua adorada CBA. Morreu em casa, onde vivia acamado desde então, de insuficiência cardíaca.

Instituto Votorantim 

O Instituto Votorantim foi criado em 2002 para direcionar o investimento em responsabilidade social das empresas do Grupo Votorantim, com a missão de qualificar a atuação social das empresas do Grupo, contribuindo para a competitividade dos negócios e o desenvolvimento das comunidades.

Ao longo de 2013, o Instituto Votorantim investiu em formação e transformação de realidades: R$ 61,5 milhões investidos, 91% investimento próprio, 450 mil pessoas beneficiadas em 248 projetos, dentre eles o Projeto Música Para Todos, desenvolvido pelo Instituto Cultural Santa Rita, em Teresina (PI).

A atuação do Instituto Votorantim visa intensificar as alavancas de desenvolvimento socioeconômico das localidades em que o Grupo Votorantim está presente por meio de duas frentes: Gestão Social dos Negócios, que está diretamente ligada à estratégia da empresa, e oDesenvolvimento Local, em que atua para fortalecer alavancas sociais das localidades.

Com informações: Isto É / Instituto Votorantim