• Avenida Pedro Almeida, 145 - Teresina - PI, 64052-280
  • (86) 3233-9506 | 3232-3534 | 3133-6060 | 8858-3872
  • comjornalismo@icsrita.org.br
Em Destaque,Notícias

O PROJETO MÚSICA PARA TODOS LAMENTA A MORTE DO POETA E CORDELISTA PEDRO COSTA.

2015.08.10 - Abertura exposição Yolanda Carvalho e Pedro Costa (95)

O Projeto Música Para Todos lamenta a morte do poeta e cordelista Pedro Costa que ocorreu na manhã de hoje (11/03/17) e se solidariza com a família, amigos e cantadores/cordelistas/violeiros de todo o Brasil. Nunca estamos preparados para a morte daqueles que amamos, muito menos, quando essa pessoa, com o seu exemplo, dedicação e trabalho fez história e mudou a realidade de um determinado povo.

Já disseram que Pedro Costa seria o Dom Quixote do Cordel, fazendo alusão ao fato dele encampar uma luta quase perdida… um sonho que quase foi alcançado em vida. No entanto ele e, outro grande nome do Cordel no Piauí, Pedro Mendes Ribeiro, já plantaram a semente, com a iniciativa e desenvolvimento do Projeto Cordel nas Escolas.

Pedro Costa deixa um grande legado para o Piauí, sua vida foi dedicada a arte e a cultura, mas não só pelo fato de ter escrito e publicado os milhares de cordéis dele e de seus pares, nem mesmo a importante Revista Derepente, produzida por Pedro Costa, foi tão importante quanto o Projeto Cordel nas Escolas.

O Projeto Cordel nas Escolas passou por duas fases durante sua trajetória. A primeira foi iniciada por Pedro Mendes Ribeiro e a segunda, pelo poeta Pedro Costa.

Nesse Projeto, a arte da cantoria está comprometida com o processo formativo do público escolar, pois o violeiro, além de versejar sobre a realidade social local, ainda apresenta novos estilos de criação literária, onde o aluno pode usar de suas próprias experiências e reflexões no processo cirativo.

A Fundação Nordestina do Cordel FUNCOR, criada por Pedro Costa em 1999, desenvolveu o projeto “Cordel nas Escolas” na rede pública, nas esferas estaduais e municipais, com o apoio do Ministério da Cultura através do Programa Pontos de Cultura.

 

ghfgh

Nessa linha, o projeto tinha por finalidade sensibilizar os estudantes para a importância da literatura de cordel, como forma de preservar e divulgar essa manifestação popular. A iniciativa ganhou mais força quando recebeu do Ministério da Cultura o PRÊMIO ESCOLA VIVA 2007, destacando-se no quesito educação e cultura. O poeta Pedro Costa colocou em palavras o que esse projeto representou para ele, como cordelista:

“Nossa maior alegria é saber que estamos descobrindo poetas mirins nas salas de aula, tirando do anonimato talentos teresinenses. Muitos desses alunos não sabiam que tinham o dom de versejar, a provocação dos mestres da literatura popular, fizeram com que eles se encontrassem com a poesia, com apenas duas horas de aula eles começavam a narrar histórias em versos de sete sílabas, rimando, metrificando e criando estórias fabulosas.”

Essa ação deu vida à I Coletânea de Cordéis Produzidos por Crianças, com diversos temas como: saúde, problemas sociais, violência, drogas, dengue, sentimentos, cultura e o próprio cordel.

DSCN1110

Nos anos de 2007 e 2008, o Projeto Cordel nas Escolas ganha ainda mais destaque, devido ao reconhecimento do Ministério da Cultura, como pode ser visto no quadro abaixo:

Prêmios recebidos pelo Projeto Cordel nas Escolas

PRÊMIO INSTITUIÇÃO/ QUESITO ANO

ESCOLA VIVA (Ministério da Cultura/Educação e Cultura 2007)

CULTURA VIVA (Ministério da Cultura)

– Valorização da cultura brasileira como meio de construção de identidade e cidadania. 2007

MESTRE HUMBERTO MARACANÃ (Ministério da Cultura)

– Iniciativa exemplar que envolve manifestações da cultura popular brasileira/ 2008

ASAS DA CULTURA (Ministério da Cultura)

– Acesso das comunidades mais excluídas ao usufruto de bens culturais 2008

PONTOS DE VALOR (Ministério da Cultura) LUDICIDADE

– Práticas inovadoras em ações com foco na formação e promoção de valores de vida. 2008

PONTINHOS DE CULTURA (Ministério da Cultura)

 

hyhyh

Sobre o Projeto Música Para Todos – Realizado pelo Instituto Cultural Santa Rita, o Projeto Música Para Todos foi criado em Teresina (PI), em 1999, e oferece atualmente Cursos Livres, Iniciação Musical e Prática em Orquestra, para milhares de crianças, jovens, adultos e idosos. A Instituição tem por objetivo transformar vidas através da música e da arte. Já foram beneficiados com a iniciativa mais de 38 mil alunos tanto na capital como no interior do estado.

Apoio Cultural – Em 2017, o Projeto Música Para Todos completa 18 anos e orgulha-se em receber Apoio Cultural do INSTITUTO VOTORANTIM e Patrocínio do ARMAZÉM PARAÍBA, PINTOS, FERRO NORTE, E CONSELHO NACIONAL DO SESI, empresas que acreditam no poder transformador da arte e da cultura.